segunda-feira, 30 de novembro de 2009

slow motion

Esta menina está a habituar-me mal e atribuiu mais este miminho ao 100 nada a perder:



Mas, lança-me também um desfio que passa por contar 5 situações da minha vida que que deveriam ser vividas em slow motion:

são eles:

  1. Todos os momentos passados ao lado daqueles que mais gosto;
  2. Todos os concertos a que fui, cada um especial à sua maneira;
  3. Os momentos em que me lembro de cuidar de mim;
  4. As longas tardes de passeio à beira mar ou passadas à lareira;
  5. Todos aqueles instantes que por alguma razão me apetece fazê-los perpetuar no tempo.

sábado, 28 de novembro de 2009

Essa época a que se chama Natal...

Começou oficialmente aquela época do ano em que me apetece fugir com tanta hipocrisia!

Isso mesmo, o Natal está a chegar. Está espalhado por todo o lado nas ruas da cidade, nos meus cafés favoritos, nos centros comerciais, nas montras das lojas (essas foram as primeiras), na televisão, aqui no bairro e até no ISCSP já estavam a montar a árvore de natal!

Para quem não sabe, esta época irrita-me solenemente!
Primeiro porque já ninguém a comemora pelo seu motivo primordial (nascimento de jesus blá blá blá, não sou muito entendedora do assunto), depois porque o fica bem ser solidário nesta altura e oferecer aquilo que se tem (e que não se tem) aos pobrezinhos, porque coitadinhos precisam muito e porque não devemos ser avarentos, devemos ajudar o nosso vizinho e no dia a seguir já ninguém se lembra dos pobrezinhos e bora lá torrar o cartão de crédito no centro comercial mais próximo, com prendas e prendinhas para o tio, a prima, o avô, o cão e o periquito... (que aliás me irritam ainda mais: toma lá a caixinha de bombons e dá cá o par de peúgas que para o ano voltamos a trocar!)

A programação dos canais de televisão genérica já é má no resto do ano, no Natal fica incrivelmente pior. Mas alguém diz aos directores de programas da RTP1, SIC e TVI que já toda a gente viu o "Sozinho em casa 1, 2, 3 e 4", "Os 101/2 dálmatas" "Sherek 1 e 2" umas 358 mil vezes e que até já sabemos as falas de cor?!
Já para não falar nas Galas de Natal, o Natal dos hospitais, na prisão, no infantário, no hotel e no raio que parta as pessoas que têm ideias tristes como estas!

Quem vai à Toys R' Us neste período natalício ou é crente (e nesse caso respeito imenso) ou quer suicidar-se e não sabe como! De criancinhas chatas a fazerem birras de meia-noite na sua vozinha histérica e esganiçada, a pais de cabelo em pé com olhos esbugalhados com vontade de exterminar meia loja, encontram-se os mais vaiados brinquedos e afins de entretenimento que nunca mais acaba!

E um sem fim de coisas fazem com que o a época que toda a gente adora, se transforme para mim numa época estranhamente má!
Como já deu para perceber o Natal deixa-me exaurida e como tal, para acalmar os nervos e também porque este post não fala neoutra coisa que não o Natal, bora lá procurar o Molly no seu Natal!
Vá, deixem-se lá de coisas! Não dizem que é no Natal que a criança que há em nós se liberta?!

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

És grandi amori

Ontem o Coliseu esteve ao rubro!

Sim, foi ontem que vi esta senhora num concerto mais intimista do que era esperado, onde cada momento valeu a pena e foi aproveitado ao máximo!

Obrigada pela companhia, obrigada pela noite mágica, obrigada por tudo!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

erros

Há dias em que quando o despertador toca nos apetece voltar atrás no tempo e dormir mais um bocadinho e depois só mais um bocadinho e quando se estica o tempo até ao limite apetece-nos perpetuar esse momento antes que todo um estado de anomia se apodere do nosso corpo e espírito fazendo com que o simples gesto de levantar da cama seja uma tarefa árdua e esmagadormente angustiante.


Já são vários os dias em que essa anomia toma conta de mim...



Muito por conta dos acontecimentos no âmbito académico que me têm deixado desolada e que me consomem qualquer réstia de alegria que paire no meu estado de alma.


Nem quero fala sobre isso porque fiquei muito decepcionada com aqueles que sempre pensei estarem certos, e depois com os que esses diziam estar errados e mais ainda quando percebi que todos estavam errados, e decepcionada comigo por não só estar errada como por ter insistido no erro...


sábado, 21 de novembro de 2009

Miminho!




Oh pá! Até já dizem que este blog é sexy!
Mais um prémio todo bonitinho que o blog 100 nada a perder recebe, desta vindo directamente da Mónica e do seu Loose Words!
A ela se dirige o meu agradecimento!

sábado, 14 de novembro de 2009

T*

Já quase se passaram 3 anos desde que a perdemos.

Não acredito em coincidências, não acredito em karma, não acredito em destino e não me venham dizer que "estava escrito". Mas perante as evidencias tenho que me render.

Ela tinha o sorriso mais querido do mundo. Porque me tinham que falar dela, porque me tinham que lembrar que ela já não está cá?!

Telminha, porque quiseste tu desafiar a ordem lógica da vida??



Telma Filipa Barbosa da Costa
17.09.1991 - 26.11.2006

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

A Onda e o Muro

Foi no âmbito do ponto Teoria do Conflito da matéria da cadeira Teorias Sociais Contemporâneas (TSC) que estivemos a visionar o filme A Onda. Baseado em factos verídicos, retrata-nos um liceu da Alemanha contemporânea, onde os alunos, problemáticos na sua maioria, recusam a ideia da existência de um novo regime ditatorial depois do III Reich, julgando-se "demasiado educados".
Em apenas uma semana, em que duraria um projecto escolar, um professor decide adoptar métodos pouco ortodoxos na tentativa de motivar os seus alunos sobre um tema pouco interessante. Aquilo que começou por ser uma motivação transformou-se num movimento social com proporções tais que acaba por mostrar o seu lado mais extremista, a sua facção fascista!
Num curto espaço de temo todos se apercebem que não há remédio para um erro crasso como este.
Percebo agora, 20 anos depois da queda do Muro de Berlim que a Alemanha não está, ainda, unificada. E que os ventos que sopram mudança terão ainda muito trabalho pela frente para destruir aquilo que só tanta estupidez (não consigo arranjar uma melhor palavra para qualificar) pode fazer. Enquanto existirem muros (que não têm que ser necessariamente físicos) a separar os homens, independentemente das suas diferenças, enquanto essas fortalezas existirem, esse momento que marcou o ano de '89 será apenas mais um momento feliz!

Não obstante, facto é que os ventos de mudança já sopram, ainda que de mansinho…

sábado, 7 de novembro de 2009

3 coisinhas que não podiam deixar de estar aqui!

1ª: Muito recentemente, as Ciências Sociais perderam um grande senhor, mas a sua obra, essa perdurará como todas as grandes obras, falo-vos de Claude Lévi-Strauss, senhores!

2ª: 40 anos! Sim, 40 anos de Rua Sésamo na versão original, e contando já com 20 na versão portuguesa!

3ª: Os afazeres académicos estão todos a querer esmagar-me e o tempo escasseia-se! Mas, I gotta feeling... today's gonna be a good day!


terça-feira, 3 de novembro de 2009

Movimento T

Num dos posts anteriores falava-vos no Movimento T.
Pois bem, aqui fica o vídeo do lançamento:

http://www.mov-t.com/

Ideias T