quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

à minha maneira

A qualquer dia
A qualquer hora
Vou estoirar
P'ra sempre

[...]

E as forças que me empurram
E os murros que me esmurram
Só me farão lutar
À minha maneira *


Ultimamente tenho andado com uma neura, que chego a pensar que vou estoirar a qualquer momento...
Por outro lado, tenho andado feliz como nunca...

Pois, parece que o meu estado de espírito é contraditório, mas eu própria sou contraditória!






*À Minha Maneira - XUTOS & PONTAPÉS


domingo, 22 de fevereiro de 2009

Novelas mexicanas

E o raio da minha vida, que como diria o "outro" (amigo meu), é uma novela mexicana!


Sem muito para dizer, apenas, me apetece demonstrar o meu apreço (ou não, ou não) por esse tipo de telenovelas...


Ah, este ano vou mascarar-me de Bela Adormecida e vou dormir o dia inteirinho!

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

will you still love me _ chicago

[Will You Still Love Me by Chicago]



Porque hoje voltei a ouvir esta música, passado tanto tempo...




WILL YOU STILL LOVE ME FOR THE REST OF MY LIFE?

Coisas que me transcendem...

Estava acabadinha de chegar a casa (vinda da amostra de fim de semana que passei na terrinha)morta de cansaço,mas, nem mesmo o cansaço me desviou da televisão por um instante...

Prós e Contras (RTP1) [Ver AQUI]

Nem vou comentar a peixeirada que por lá se passou, interrogo-me apenas, o que é que raio fazia um padre do lado do NÃO....

Mas afinal o que é que a igreja tem a ver com o assunto? Estamos a falar de casmento civil, certo??

Afinal, "...Quando se fala de direitos civis não tem de se interrogar a Igreja, tem de se interrogar o Estado. Quem elabora as leis do Estado não é a Igreja. Seria uma intromissão, evidentemente..." (Cardeal Saraiva Martins) [...que no meio de tanta idiotice conseguiu dizer qualquer coisa que preste]
Coisas que me transcendem...

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Já não é o que era...

Nem me venham com histórias...
Sim, é verdade que não tenho sido aquela pessoa que está presente em todos os momentos, nos bons para festejar nem nos maus para dar apoio, como de resto o fazia antes. Mas, há que compreender, que 400km não se fazem em 10 minutos.
Estou presente sempre que posso e acompanho tudo o que me é permitido, que é para isso mesmo que servem todas as tecnologias que estão ao nosso alcance. Agora, não me venham cobrar promessas que eu nunca fiz, tão somente porque, à partida, já eu sabia que não as podia cumprir!
As "coisas" já não são o que eram, é facto, mas são aquilo que podem ser de momento!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Quando a chuva passar

...e como disse alguém que eu conheço, "...o silêncio deste barulho é a resposta..."

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Diz que disse...

"Sempre que se conta um conto, acrescenta-se sempre um ponto!" Isto diz o Povo provido da sua razão.
São muitas as vezes em que aquilo que dizemos é mal interpretado e, quando essa má interpretação corre muitos ouvidos, nascem muitos mal entendidos.
Não quero com isto dizer, que não disse aquilo que disse e de modo algum estou a insinuar que alguém inventou uma ou várias partes da história, apenas pretendo demonstrar que nem sempre aquilo que temos como um dado adquirido corresponde à verdade (que aliás, é subjectiva).

sábado, 7 de fevereiro de 2009

E DEPOIS??!

...chove lá fora;
...não consigo aceder ao meu e-mail;
...estraguei uma das minhas camisolas favoritas;
...os vizinhos estão todos loucos e gritam uns com os outros;
...tenho vivido as ultimas 48 horas agarrada aos lenços de papel;
...não sei onde raio deixei alguns dos apontamentos de uma cadeira à qual tenho frequência na próxima semana;
E DEPOIS??!
Hoje nada me vai tirar o bom humor nem a alegria de viver com que acordei!
(...nem economia, muito menos a gripe!)

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Quando se conhece alguém, temos a tendência de "lhe tirar a pinta" ao primeiro contacto.

Eu sou assim, mas, muito raramente acerto à primeira e aqueles de quem menos gosto ao inicio, são aquele que na maioria das vezes se tornam indispensáveis à minha vida.
Não sou uma pessoa fácil, confesso, e não me entrego muito às pessoas. Para saberem um bocadinho de mim, é preciso tempo.
Porém, quando a entrega começa a ser efectuada, dificilmente me vou desligar dessa pessoa.
Nunca gostei de "por as pessoas em patamares muito altos" porque sei que me desiludo facilmente, mas por vezes faço-o sem que me aperceba.
Nesta semana foram muitas as desilusões....
Algumas não são muito significativas e passam rápido, porque os bons momentos, as boas atitudes prevalecem, outras, são duras de aguentar...
Palavras difíceis de serem ouvidas, atitudes macabras!

domingo, 1 de fevereiro de 2009