sábado, 23 de outubro de 2010

Não me largues nunca mais

"Quem és tu? Larga-me!

Porque é que me tiraste dali?

Deixa-me em paz, ali!

Que queres? Onde vais?

Não me deixes aqui.

Aqui há muita luz, muito som

Não me deixes aqui...

Desculpa, mas quem és?

[...]

......Quem és tu? O que queres?

Não interessa, não me largues...

Não me largues mais! Nunca mais..."*



Andas sempre um passo à minha frente.
Foges-me, por entre os dedos, como grãos de areia e eu busco por ti, como o mar busca a areia imensa da praia.
Não te conheço, sinto. E conheço esse teu corpo tão bem.
Parou tudo! Encontrei-te. Ficamos ali a olhar um para o outro como se fosse a primeira vez, depois de tantas vezes.
Não me fujas. Não me largues nunca mais...



*Sem Título by Prince Gusty

3 comentários:

Andre'Z disse...

Ai ca ganda confusão!
Isto só me faz lembrar:

"Não há nada melhor do que estar apaixonado. Nem pior. Primeiro estranha-se, depois, entranha-se. A paixão dá para tudo. Para rir e chorar, fazer confidências, namorar ao luar a beber coca-colas de lata e sentir-se mais feliz do que se se estivesse numa suite. Do trigésimo andar do Pierre em Manhattan a beber Don Perignon.
Estar apaixonado é um estado de graça e de desgraça. Tira o sono e dá speed. Rouba a fome e mata a sede. Perde-se a noção do tempo, espaço, até do ridículo. Ganha-se força, vontade, desejo e anos de vida. Estar apaixonado é investir uma fortuna que demorou anos a amealhar num negócio de alto risco. E ainda por cima fazê-lo conscientemente. Porque a paixão é melhor do que qualquer bebida, droga ou paraíso terrestre. Uma pessoa apaixonada vai onde quer porque passa de repente a desconhecer os seus limites. Vê-se sem perceber bem como a fazer coisas impensáveis."


Estás apaixonada e não me contas...

Cat. disse...

Ai homem! Onde é que foste buscar isto?! Que momento remélico :P
Oh...diz que te tenho que contar umas coisinhas...

s.s. disse...

por vezes pegamo-nos demais a quem não nos quer segurar... a vida é muito complicada... :S