quinta-feira, 12 de junho de 2008

Asa Livre

ASA LIVRE - PÓLO NORTE
[Miguel Gameiro]





Como um pássaro que vai
Quando uma porta se abre
Não olhes prar trás e vai depressa

Como a noite quando cai
Abraçando a cidade
Deixa simplesmente que aconteça

Abre as asas e vai
Das tuas asas as minhas também
Abre as asas, eu fico bem

Como um barco que se afasta
Duma das margens do rio
Não há um só lado na vida

Quando um beijo já basta
Corpo quente em corpo frio
Deixa que aconteça a despedida

Abre as asas e vai
Das tuas asas as minhas também
Abre as asas, eu fico bem

E que a despedida
Seja só o recomeço
Livre asa solta
Voa alto, eu não te esqueço

Abre as asas e vai
Das tuas asas as minhas também
Abre as asas, eu fico bem




Sei, quase com certeza, que ias gostar desta música tanto quanto eu!

Hoje não é um bom dia. Não para mim!
Estou cansada de ver pessoas!
Cheguei a um ponto, em que ver pessoas (algumas, vá) me enjoa!

Que saudades daqueles teus abraços sem porquês!
E da tua voz, e do teu cabelo sem corte!
Que saudades amigo, que saudades!













[Quero-te aqui comigo, Estrela*]

1 comentário:

Andre' disse...

oh amiga!

eu na sou ele, mas tb te posso abraçar sem porques!

@

beijinho

tas ca dentro <3