domingo, 23 de novembro de 2008

Natal






Dizem que o Natal está a chegar...


Esta época (natalícia) é particularmente aborrecida para mim. Deixou de ser uma das épocas mais felizes da minha vida, para se tornar naquele dia que deveria ser abolido do calendário.


Tornou-se numa época de consumo exacerbado. Não se oferecem presentes; trocam-se.


Acho, que desde que me apercebi de que realmente o Pai Natal não existe (o que no fundo sempre soube, mas recusava-me a aceitá-lo), que esta época perdeu a magia de que tanta gente fala.

E desengane-se quem pensa que é por causa das prendas. Apenas gostava da ideia de que existia um senhor com idade para ser meu avô, de barbas e cabelo brancos, com uma barriga proeminente que todos os anos se vestia de vermelho e resolvia espalhar um bocadinho de felicidade a todos os seres que habitam este mundo...



3 comentários:

Anónimo disse...

La está essa tua veia de Esquerda a falar... Estou à espera de um post a defender as nacionalizações e os regimes socialistas ;D

A brincar...
Eu no Natal só odeio o parvalhão do Pai Natal, preferia o menino Jesus (lá está esta é a minha veia de Direita a falar, capitalismo, consumismo e religião) a dar presentinhos aos meninos ;D


Anima-te o Natal esta a chegar e se nao queres "Trocar" prendas espera que alguém te dê um presente, dar sem querer receber é o maior sinal de Humanidade e Caridade. Presente que não precisa de ser material, pq muitas pessoas continuam infelizes com milhares de presentes, mas falta-lhe a compaixão que o menino Jesus lembra e o Pai Natal fez esquecer.
Ainda hj falava da velha tradição de deixar as "migalhas" da ceia para Ele as vir buscar. Aqui está a humanidade que dantes se apresentava às crianças!

Bem, chega de dissertações!

Beijinhooo!
Boa preparação natalícia, deixa-te invadir pelo espírito ;D

Luís Ferreira

Catarina disse...

Oh (meu) Luís...

Como tu me percebes!

Lá está, as nossas diferenças não são motivo para nos afastar-mos, antes servem para nos aproximar em assuntos destes nossos corações!

Porque o presente que me dás no Natal não é material, mas me faz feliz como nenhum outro, agradeço-te!

Obrigada por seres como és, e por aturares esta rapariga!

Beijinho!

:DD

Andre'Z disse...

ai o raio da rapariga!

Pensei que esse trauma do Natal já te tinha passado...

Beijo!